sexta-feira, 21 de agosto de 2009

PARASSINTÉTICA OU PARASSÍNTESE /AFIXOS (MORFOLOGIA)

Ocorre quando a palavra derivada resulta do acréscimo simultâneo de prefixo e sufixo à
palavra primitiva. É um processo que dá origem principalmente a verbos, obtidos a
partir de substantivos e adjetivos. Veja alguns exemplos de verbos obtidos de
substantivos: abençoar, amaldiçoar, ajoelhar, apoderar, avistar, apregoar, enfileirar,
esfarelar, abotoar, esburacar, espreguiçar, amanhecer, anoitecer acariciar, engatilhar,
ensaboar, enraizar, afunilar, apavorar, empastelar, expatriar.
Agora, alguns formados de adjetivos: enrijecer, engordar, entortar, endireitar, esfriar,
avermelhar, empobrecer, esclarecer, apodrecer, amadurecer, aportuguesar, enlouquecer,
endurecer, amolecer, entristecer, empalidecer, envelhecer, expropriar.
- nota da ledora: quadro de destaque na página:
OBSERVAÇÃO: Não se deve confundir a derivação parassintética, em que o acréscimo
de sufixo e prefixo é obrigatoriamente simultâneo, com casos como os das palavras
desvalorização e desigualdade, que vimos há pouco. Nessas palavras, os afixos são
acoplados em seqüência; assim, como vimos, desvalorização provém de desvalorizar,
que provém de valorizar, que por sua vez provém de valor.É impossível fazer o mesmo
com palavras formadas por parassíntese: não se pode, por exemplo, dizer que expropriar
provém de "propriar" ou de "expróprio", pois tais palavras não existem; logo, expropriar
provém diretamente de próprio, pelo acréscimo concomitante de prefixo e sufixo.
- fim do quadro de destaque

Um comentário:

  1. Muito interssante continuem preciso para os meus trabalhos

    ResponderExcluir