quinta-feira, 24 de setembro de 2009

ADJUNTO ADVERBIAL

Extraido do Manual de Língua Portuguesa de Pasquale Cipro Neto

Como o nome já diz, o adjunto adverbial é essencialmente um modificador do verbo.
Seu papel básico é indicar as circunstâncias em que se desenvolve o processo verbal
(idéia de tempo, lugar, modo, causa, finalidade, etc.) ou intensificar um verbo, um
adjetivo ou um advérbio. A semelhança entre esse conceito e o de advérbio, que você
estudou nos capítulos sobre Morfologia, não é gratuita, já que o adjunto adverbial é uma
função adverbial da oração, ou seja, é uma função desempenhada por advérbios e
locuções adverbiais.
A classificação do adjunto adverbial depende basicamente da circunstância que
expressa. Observe:
No Brasil, muitas crianças ainda morrem de fome.
Há nessa oração três adjuntos adverbiais: de fome é adjunto adverbial de causa; ainda é
adjunto adverbial de tempo; no Brasil é adjunto adverbial de lugar.

Um grupo de policiais militares agrediu covardemente várias pessoas em Diadema na
madrugada de ontem.
Na madrugada de ontem é adjunto adverbial de tempo; em Diadema é adjunto adverbial
de lugar; covardemente é adjunto adverbial de modo.
Eles se respeitam muito.
Seu projeto é muito interessante.
O time jogou muito mal.
Nessas três orações, muito é adjunto adverbial de intensidade. No primeiro caso,
intensifica uma forma verbal (respeitam), que é núcleo de um predicado verbal. No
segundo, intensifica um adjetivo (interessante), que é núcleo de um predicativo do
sujeito. Na terceira oração, muito intensifica um advérbio (mal), que é núcleo de um
adjunto adverbial de modo.

Às vezes não é possível apontar com precisão a circunstância expressa por um adjunto
adverbial. Em alguns casos, as diferentes possibilidades de interpretação dão origem a
orações sugestivas. Em:
Entreguei-me calorosamente àquela causa.
é difícil precisar se calorosamente é um adjunto adverbial de modo ou de intensidade:
na verdade, parece ser uma forma de expressar ao mesmo tempo as duas circunstâncias.

Por isso, é fundamental levar em conta o contexto em que surgem os adjuntos
adverbiais. Isso é mais importante do que pura e simplesmente decorar classificações. A
seguir, você encontrará uma relação em que aparecem algumas circunstâncias expressas
por adjuntos adverbiais. Essa relação deve servir para você perceber a riqueza
expressiva desse termo sintático e não para que você se "descabele" tentando decorá-la.
Algumas das circunstâncias que os adjuntos adverbiais podem expressar afirmação:
Sim, efetivamente participei da comissão.
dúvida: Talvez seja melhor sair do pais.
fim, finalidade: Prepararam-se para o exame.
meio: Fui de avião.
companhia: Fui ao cinema com sua prima.
concessão: Apesar do estado precário do gramado, o jogo foi ótimo.
assunto: Conversamos sobre literatura.
condição: Sem minha autorização, você não irá.
instrumento: Fiz a prova a lápis.
causa: Com o calor, o poço secou.
intensidade: O remédio é muito caro.
lugar: Nasci em Guaratinguetá. / Morei em Milão.
tempo: O gol foi marcado aos oito minutos.! Sinto-me melhor no inverno.
- nota da ledora: cartaz dos anos 40. As 10 mais vilãs, com o seguinte texto: - a mais
refinada e sensual vilã do Spirit vem fazendo das suas desde os anos 40, mas o herói
perdoa tudo e a deixa em liberdade.

Se este não é o crime perfeito, não sabemos o que é.
- fim da nota.
"Desde os anos 40" constitui adjunto adverbial de tempo.
modo: Beijei-a com ternura.! Receberam-me friamente.
negação: Não aceito sua renúncia.

Como você já sabe, as locuções adverbiais são expressões normalmente introduzidas
por uma preposição. Quando uma dessas locuções atua como adjunto adverbial numa
oração, você deve prestar bastante atenção à preposição, pois, na expressão de
circunstâncias adverbiais, essas palavras transmitem importantes conteúdos relacionais.
Observe:
Estão voltando de casa.
Estão voltando para casa.
Fui ao cinema com eles.
Fui ao cinema sem eles.
Nesses dois pares de orações, a troca das preposições implica alteração total de
significado na circunstância expressa pelo adjunto adverbial: no primeiro caso, passa-se
de um adjunto adverbial de lugar que indica a origem para um que indica o destino; no
segundo caso, passa-se de um adjunto adverbial de companhia para um adjunto
adverbial que indica justamente a ausência dela (e que seria classificável como adjunto
adverbial de modo).


Quando introduzem complementos verbais ou nominais, as preposições desempenham
papel de mero conectivo, ligando um termo subordinante a um termo subordinado. Por
isso, em muitos casos, são até mesmo omitidas sem prejuízo aparente de sentido. É o
que ocorre, por exemplo, com a construção popular "Ela não obedece o pai.", em que se
omite a preposição recomendada pela língua culta ("Ela não obedece ao pai."). No caso
dos adjuntos adverbiais, a omissão da preposição acarreta modificações drásticas de
sentido. Basta comparar, por exemplo, "Recomendaram-me sinceridade." a
"Recomendaram-me com sinceridade.", em que a ausência do com modifica
completamente a função sintática e o sentido de sinceridade (que passa de núcleo do
objeto direto a núcleo do adjunto adverbial de modo).

É por isso que são considerados adjuntos adverbiais de lugar e não objetos indiretos os
termos que se seguem aos verbos de movimento e permanência em construções como:
Estou na mesma sala.
Chegaram à cidade sãos e salvos.
Ficamos ao lado da igreja.
Voltou à terra natal.
O avião procede de Manaus.
Os verbos empregados são, nessas frases, intransitivos, mas seria questionável dizer que
não necessitam de um termo que os complemente. Esses termos, no entanto, não são
objetos indiretos, já que têm nítido valor adverbial - note como são significativas as
preposições que os encabeçam em cada frase. Pela nomenclatura atualmente disponível
nos estudos gramaticais, o mais recomendável é classificá-los como adjuntos adverbiais
de lugar, considerando intransitivos os verbos a que se ligam. Alguns gramáticos
propõem a denominação complemento circunstancial de lugar ou complemento
adverbial locativo para esses termos. Mais importante do que classificá-los, no entanto,
é perceber o seu significado e aprender a usá-los apropriadamente.
ATIVIDADES
1. Nas frases seguintes, aponte os adjuntos adverbiais e as circunstâncias que exprimem.
a) "De repente, do riso fez-se o pranto."
b) Entrou em casa em plena madrugada, silenciosamente.
c) À noite é possível perceber com muita clareza os efeitos benéficos do silêncio.
d) A rodovia foi entregue ao público sem plenas condições de tráfego.
e) Viajei de trem por toda a Europa.
f) Felizmente, todos se arrependeram.
g) Meus sobrinhos moram muito longe daqui, no norte da Itália.
h) Na próxima semana, não haverá expediente das sete às dez da manhã.
i) O menino quase morreu de vergonha.
j) Sem as chaves, ninguém poderá entrar.
l) "Apesar de você, amanhã há de ser outro dia."
m) Passei a vida à toa.
n) Tenho o péssimo hábito de cortar barhantes e linhas com os dentes.
2. Complete as frases seguintes com adjuntos adverbiais que exprimam as
circunstâncias solicitadas entre parênteses.
a) ( ) não seja possível consertar o carro. (dúvida)
b) Não irei ao cinema ( ) . (causa)
c) ( ) , foram feitos vários discursos contra o projeto ( ) . (tempo/lugar)
d) O novo diretor executou ( ) todas as suas obrigações. (modo)
e) Ensaiei muito ( ) (Fim)
f) Trabalhava ( ) para as crianças carentes de sua cidade. (intensidade)
g) Os retirantes não conseguem emprego ( ) . (lugar)
h) Nada será feito ( ) . (condição)
i) as obras prosseguem. (concessão)
j) Moldamos vários objetos de argila ( ) (instrumento)
l) Fui ao cinema ( ) ( ) (tempo/companhia)
m) Julgo sua postura ( ) radical. (intensidade)
n) ( ), conseguiremos chegar ( ) ( ) (modo/ lugar/ tempo)
3. Passe para o plural cada uma das frases seguintes.
a) Ele pensou rápido.
b) Ele pensou rapidamente.
c) Ele foi rápido.
d) Uma voz de protesto levantou-se inesperadamente.
e) Uma voz de protesto levantou-se inesperada.
f) O rapaz falava muito baixo.
g) O rapaz era muito baixo.
h) Fiquei calmo durante a discussão.
i) Agi calmamente durante a discussão.
j) Sua atitude ponderada súbito se converteu em gesto irritado.
l) Sua atitude ponderada subitamente se converteu em gesto irritado.
m) Seu gesto de irritação foi súbito e veemente

6 comentários:

  1. muuuuuuuuuuuuuuito boua essa explicação , Luucas Ribeiro , 12 anos :D

    ResponderExcluir
  2. bom dia....
    a explicação é ótima...tem a resposta dos exercícios em algum lugar?
    Maria Cristina

    ResponderExcluir
  3. Ótima explicação!
    Esá sendo muito útil para mim...

    ResponderExcluir
  4. responda essa pergunta indique a função dos adjuntos aderbiais nas oraçoes POR FAVOR

    ResponderExcluir
  5. lixxooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo??????????????????????????????????????????????????????????????????LIXOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
  6. aff não achei o que eu procurei!!!!

    ResponderExcluir